Mais um mês de março chegou e o próximo dia 10/03 será o Dia Mundial dos Rins. A campanha foi inicialmente idealizada pela Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) e trazida também para o contexto do mundo pet, devido a sua relevância e importância. Alguns trabalhos científicos apontam que aproximadamente 7,9% dos gatos e 1,5% dos cães com mais de mais 10 anos têm diagnóstico de doença renal crônica (DRC).

Além de filtrar o sangue e produzir urina, os rins têm uma enorme importância para o funcionamento do organismo: equilíbrio do pH sanguíneo, produção e ativação de hormônios, controle de eletrólitos, participação no controle da pressão arterial sistêmica, bem como a excreção de substâncias tóxicas.

A condição é caracterizada por ser irreversível e progressiva e, desta forma, impacta na expectativa e na qualidade de vida dos nossos pets.

Todas as raças podem ser acometidas pela doença renal, porém, existem algumas que são mais predispostas, entre as quais, podemos citar: Lhasa-apso, Beagle, Shih-tzu, Shar-pei, Abissínio e Persa.

Nos estágios iniciais, muitas vezes a doença não apresenta sintomas claros aos tutores, pois tem um curso lento e insidioso. Assim, os exames de check-up tornam-se fundamentais para o diagnóstico precoce e maior sucesso no tratamento. Os sinais clínicos não são tão específicos e são caracterizados por aumento da ingestão de volume de água, aumento do volume urinário, êmese e diarréia, perda de peso, falta de apetite.

O diagnóstico correto é realizado através da análise do histórico, exames físico e complementares, tais como exames de sangue, exames de urina e ultrassom abdominal.

O tratamento é variável, consistindo em corrigir os distúrbios provocados pela DRC, podendo ser através de medicações por via oral ou com o paciente sob acompanhamento na internação, como também, alguns casos podem ser encaminhados para terapias dialíticas como a hemodiálise.

Pacientes portadores de DRC que tem um bom acompanhamento e tratamento podem ter ótima qualidade de vida, e é isso que norteia a premissa das boas práticas do tratamento da doença renal: que nossos bichinhos consigam viver e conviver bem a despeito do diagnóstico de DRC.

A equipe de médicos veterinários do Hospital Veterinário Animaniac’s está de prontidão para sanar suas dúvidas sobre a prevenção das doenças e alterações renais nos pets, além de possuir um centro de diagnóstico completo para check-ups, com exames laboratoriais e de imagem.

Cuide de seu animal de estimação e agende agora uma consulta.